Com histórico voltado para questões raciais, primeira reitora negra federal assume a Universidade Afro-Brasileira

Redação Correio Nagô* – A primeira mulher negra a ser empossada no cargo de reitora de uma universidade federal brasileira foi a pedagoga Nilma Lino Gomes. A posse como reitora pro tempore da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab) ocorreu na tarde da última segunda-feira, 1º de abril. Nilma assumiu o cargo deixado pelo…

Pesquisas mostram que estudantes negros têm maior probabilidade de insucesso na escola

Duas pesquisas da Universidade de São Paulo (USP) indicam que alunos negros têm maior possibilidade de fracassar na escola do que os brancos. Para os pesquisadores, o menor êxito dos negros é resultado de condições socioeconômicas. Contribuem também fatores culturais. Um deles é o preconceito desenvolvido por professores. Pequena parte deles acredita que os alunos…

Boca da Cracolândia

O cheiro é quase indescritível. A mistura de mijo, fezes e suor se amalgamam ao cheiro de plástico, borracha e alumínio queimados. Os cachimbos estalam e acendem compulsivamente nas bocas. Crianças, jovens, adultos, idosos, negros, brancos, advogados, médicos, jornalistas, analfabetos e desempregados se uniformizam como zumbis. Os olhos não têm nenhuma expressão. Eles brilham, as…

Tardes Periféricas

Por Germano Gonçalves O vento sopra na tarde de mais um dia. No portão, deitar ao chão, nuvens no céu Figuram-se nas mentes de quem for capaz. A garota e o rapaz sentados na praça a olhar a rua calma, as pessoas passam. O vento sopra o tempo. Tardes pra andar. Tardes pra pensar. Tardes…

Sempre procurando sentido… De sistemas em sistemas… (Nova Versão)

Por Jean Mello Desigualdades sociais recorrentes, enquanto sem esforço nenhum podemos ver na cidade de São Paulo tristes e grandes mansões, cercadas e guardando tesouros que se fossem  distribuídos com justiça anularia parte dessa realidade retratada acima, em muitas zonas periféricas. Quando vamos acordar em ver que em nosso tempo a sociedade grita por socorro? Para viver…